Sicoob
? ºC Cuiabá - MT

16 de novembro de 2018 - 14:06

Brasilia

10/11/2018 06:18

Indústria nacional mantém trajetória positiva e deve fechar ano em alta

Apesar de leve recuo na comparação mensal, produção industrial vem registrando resultados consistentes em 2018

Especialistas apostam em alta de 2,2% na indústria em 2018 - Foto: Arquivo EBC

Em recuperação desde o ano passado, após três anos seguidos de retração, a indústria nacional vem confirmando sua trajetória de crescimento. Em setembro, a produção industrial avançou 2,7% no acumulado dos últimos 12 meses. Foram treze meses seguidos de alta na indústria nacional, nessa mesma base de comparação.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que esse crescimento foi disseminado, também, entre os estados brasileiros e no conjunto de ramos industriais que operam no País. No acumulado de 12 meses até setembro, houve crescimento da atividade industrial em 11 dos 15 locais pesquisados pelo órgão – com destaque para a produção no Pará (+10,2%) e Amazonas (+8,1%).

Nesse período, apenas três estados registraram resultados negativos – Minas Gerais, Espírito Santo e Goiás –, enquanto a produção registrada na Bahia ficou neutra.

Em termos de ramos industriais, a produção ficou positiva em 21 dos 26 ramos pesquisados nos últimos 12 meses até setembro, com destaque para a indústria automotiva, com avanço de 1,42% no período.

Queda mensal

Apesar do resultado positivo na comparação dos últimos 12 meses, a indústria registrou uma leve retração na passagem de agosto para setembro. De acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), no entanto, a queda não afeta a trajetória de recuperação do setor, já que o faturamento das empresas continua positivo.

“O faturamento é a única das variáveis pesquisadas que mostra tendência de recuperação. Apesar da queda do mês, o faturamento aumenta seja na comparação com o mesmo mês de 2017, seja na comparação com dezembro do mesmo ano”, afirma a entidade, em relatório divulgado no início do mês. No levantamento realizado pela CNI, o faturamento industrial cresceu 4,6% nos últimos 12 meses, com leve alta nos índices de emprego no mesmo período.

Expectativa

Afetada pela greve dos caminhoneiros, em maio, que impôs uma queda de 6,4% naquele mês ao setor, a estimativa dos especialistas é de que a recuperação da indústria se confirme neste ano.

Após crescer 2,5% em 2017, a expectativa dos analistas consultados pelo Banco Central é que a indústria nacional encerre o ano com avanço de 2,22%, próximo ao registrado no ano passado.


Escola ailtonParte 3Parte 2
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo