Sicoob
? ºC Cuiabá - MT

17 de outubro de 2018 - 21:54

Mato Grosso

18/06/2018 14:06

Selma Arruda terá segurança particular cedida por empresa

Poucas horas após a juíza aposentada, Selma Arruda, ter a escolta suspensa por determinação do juiz Mirko Vincenzo Giannotte, da Comarca de Sinop, uma empresa de segurança de Cuiabá ofereceu os serviços de proteção à pré-candidata ao Senado.

selma arruda

Juíza Selma terá segurança particular

A informação foi confirmada pela assessoria da magistrada, que não revelou o nome da empresa, somente que o dono é grande admirador do trabalho de Selma Arruda e, por isso, decidiu oferecer o serviço para que ela possa circular com segurança pelo estado enquanto trabalha em sua candidatura. 

Conforme a assessoria, a decisão do magistrado, que retirou a escolta, foi recebida com tranquilidade, pois já era esperada uma vez que ambos carregam atrito de anos. 

“Recebo a decisão com absoluta tranquilidade até porque já recebi gratuitamente segurança da iniciativa privada”, disse a juíza ao Hipernotícias. 

A escolta tem gerado grande polêmica desde que foi suspensa pelo Tribunal de Justiça (TJMT), que considerou que por estar aposentada a magistrada não teria riscos ao transitar livremente pelo estado. Ponderou também quebra no protocolo, porque a magistrada estaria usando a segurança do TJ para realizar campanha. 

Com a suspensão, a magistrada recorreu ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mas antes que saísse resultado de sua apelação, ela pediu amparo ao governador Pedro Taques (PSDB) que, em ato administrativo, determinou que a Casa Militar fizesse a escolta de Selma Arruda. O ato foi duramente criticado e, nesta segunda-feira (18), o juiz de Sinop determinou a suspensão acolhendo a ação proposta pelo vereador Tony Lennon. 


Escola ailtonParte 3Parte 2
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo